Apple Music vs Spotify: Qual é o melhor?

É hora de dar uma olhada mais de perto e comparar os serviços de streaming: Apple Music vs Spotify. Saiba como essas plataformas se diferem e se assemelham.
Apple Music VS Spotify

Como você já deve saber, a música move uma industria multi-bilionária ao redor do mundo. And the biggest players in the game? Apple Music and Spotify. Hoje, os maiores players desse gigantesco mercado são a Apple Music e o Spotify.

Apesar de parecerem iguais, cada streaming de música tem suas características e especificidades. O Apple Music e o Spotify, por exemplo, possuem recursos semelhantes, mas diferem em vários pontos. A seguir, você encontrará uma comparação entre Apple Music e Spotify para ajudá-lo a encontrar o melhor serviço de streaming para sua biblioteca de músicas.

Baner no painel do app da Spotify oferecendo conta premium.
Interface da Apple Music

Facilidade de acesso

Até alguns anos atrás, o Apple Music estava disponível apenas para dispositivos Apple. No entanto, agora você já não precisa ser proprietário de um aparelho da maçãzinha para utilizar o serviço de streaming da marca.

Até alguns anos atrás, o Apple Music estava disponível apenas para dispositivos Apple. No entanto, agora você já não precisa ser proprietário de um aparelho da maçãzinha para utilizar o serviço de streaming da marca.

Uma função muito útil em ambos os serviços é a opção de baixar músicas para ouvir offline. Esse recurso possibilita escutar suas playlists em qualquer lugar.

Um ponto que vale ser destacado sobre o Spotify é a opção de utilizá-lo gratuitamente. Caso não se importe em escutar alguns comerciais nos intervalos das músicas, você pode acessar a plataforma sem gastar um centavo.

Quando se trada de disponibilidade e facilidade de acesso, Spotify toma a frente já que oferece um plano gratuito e também funcionalidade para criação de conta utilizando os perfís de suas redes sociais pessoais.

Jovem asiática ouvindo música em um headphones wireless, segurando um celular e apoiada em uma parede laranja.

Preço

Quando se trada de disponibilidade e facilidade de acesso, Spotify toma a frente já que oferece um plano gratuito e também funcionalidade para criação de conta utilizando os perfís de suas redes sociais pessoais.

Mas será que a responta é tão simples assim?! Dê uma olhada abaixo na comparação de preços dos dois serviços lado a lado.

Apple MusicSpotify
Preço InicialR$21,90/mêsGratuito
Preço modo offline, sem anúncios (Conta Individual)R$21,90/mêsR$ 19,90/mês
Preço p/ estudanteR$11,90/mêsR$ 9,90/mês
Duo (duas contas)N/AR$ 24,90/mês, 2 contas
Pacote FamíliaR$34,90/mês, até 6 contasR$34,90/mês, até 6 contas
Plano anualN/APara Spotify R$199,90/ano. Disponível apenas para conta Premium Individual
ExclusivosFunciona com Siri no Home Pod/Home Pod mini; Rádio Apple Music 1; Catálogo de Cloud music locker; Spatial audioDisponível para PS5, PS4, Xbox Series X, Xbox Series S e Xbox One; Podcasts do Spotify Studios
Tabela comparando preços entre Apple Music e Spotify em 2022.

A maior diferença entres os custos das duas plataformas é a opção do plano gratuito oferecido pelo Spotify. No entanto, se você estiver procurando por streaming sem anúncios, precisará pagar a partir de R$ 19,90 pelo Spotify ou R$21,90 pelo Apple Music. Contudo, estudantes têm desconto e pagam, respectivamente, R$ 9,90 e R$11,90 por mês.

Com relação ao preço, o Spotify sai na frente, já que é ligeiramente mais barato que o Apple Music em todas as opções de assinatura. E se seu orçamento está apertado, o Spotify ainda oferece um plano gratuito vitalício, para que você possa escutar suas músicas sem pagar por isso.

Biblioteca de Músicas

O Spotify ganhou sua posição de liderança no mercado de streaming de música com um impressionante catálogo de mais de 82 milhões de músicas e 4 milhões de podcasts.

Com mais de 60.000 novas músicas adicionadas ao serviço todos os dias, o Spotify oferece uma biblioteca impressionante. A aba Novos Lançamentos do Spotify traz novidades, sessões ao vivo exclusivas e novos singles todas as sextas-feiras.

O serviço da Apple possui mais de 90 milhões de músicas. Apesar desse número ser acima da quantidade oferecida pelo Spotify, o tamanho do catálogo dos dois serviços vêm se aproximando ultimamente. A Apple Music dispõe de mais conteúdos exclusivos já que não tem versão gratuita como o Spotify.

As tentativas da Apple de manipular o mercado de músicas exclusivas criou tensões com o Spotify, que alterou o seu mecanismo de busca diversas vezes alterando resultados de buscas que incluíssem artistas que tiveram lançamentos exclusivos primeiro na Apple Music.

Biblioteca música Spotify no aplicativo mobile.

Uma das maiores vantagens da Apple Music sobre seus concorrentes é a integração com o iTunes. Suas compras iTunes aparecerão na biblioteca do Apple Music ao lado do catálogo padrão, o que te permite navegar pelos conteúdos das duas plataformas integradas.

O Spotify possui uma guia separada para acessar músicas no seu dispositivo local. Contudo, você não pode realizar pesquisas amplas no serviço, como no Apple Music.

Painel biblioteca musical Apple Music em uma tela de computador desktop.

Ao contrário do Spotify, o Apple Music permite pesquisar termos amplos, como “músicas sobre esportes” na sua própria biblioteca de música local e em todo o catálogo da plataforma. O Spotify permite pesquisas amplas, como “músicas de treino animadas”, contudo, esse recurso não funciona se estiver pesquisando por mídias no seu armazenamento local do dispositivo.

O Apple Music se destaca pelo tamanho e usabilidade da biblioteca, o que o torna vencedor dessa categoria.

O Fator Social e as Mídias Sociais

Você pode compartilhar facilmente o conteúdo do Spotify nos stories do Instagram e do Facebook, postar a arte do álbum no Snapchat (que vincula amigos e seguidores à música) ou criar links que fazem com que qualquer plataforma de mensagens pareça um aplicativo de descoberta de músicas.

Embora o Apple Music permita que você compartilhe playlists com outros usuários registrados pelo AirDrop ou crie links que podem ser postados nas suas redes sociais como Facebook e Twitter, sua integração não é nem de longe tão robusta quanto a do Spotify.

Isso pode não ser um grande problema para a maioria das pessoas, mas certamente vale a pena considerar este aspecto na comparação dessas plataformas.

Os recursos de compartilhamento do Spotify são os melhores entre os aplicativos de streaming do mercado, tornando-o um vencedor claro quando se trata do fator social e as mídias sociais.

Imagem da funcionalidades de compartilhamento no aplicativo da Apple Music.

Compartilhamento Simplificado

Não é segredo que vivemos em uma era de compartilhamento, e como tantas outras coisas, isso também tem sido aplicado à forma como as pessoas ouvem suas músicas favoritas. Apple Music e Spotify dispõem de recursos que facilitam o compartilhamento de música com amigos e familiares.

Duas mulheres e um homem segurando um smartphone em um parque publico.

Ambos os aplicativos permitem compartilhar músicas no Stories do Instagram ou até mesmo enviar um link direto por meio das redes sociais, mas o Spotify possui alguns recursos que o faz se destacar em relação ao Apple Music.

O Spotify oferece um recurso inovador chamado Playlists Colaborativas. Essa funcionalidade te permite criar, juntamente com seus amigos, playlists colaborativas, o que é muito útil para escolher democraticamente a lista de músicas que vão embalar a sua festa ou viagem de carro com a galera.

Outro recurso fenomenal do Spotify é o “Spotify Codes”. Você pode compartilhar códigos do Spotify com seus amigos, dando a eles acesso rápido às músicas ou listas de reprodução que você quer compartilhar. O Apple Music ainda não permite a criação de listas de reprodução colaborativas, mas é possível compartilhar as playlists já criadas e gerenciadas por você.

O Spotify supera o Apple Music nesta categoria. Eles vão além do simples compartilhamento de conteúdo. E se o fator social e colaborativo é algo decisivo para você, e, por isso, agora quer sair da Apple Music para o Spotify, confira esse artigo em Como Cancelar Sua Assinatura na Aple Music Mas Manter Playlists e Bibliotecas de Músicas. É um tutorial detalhado em como se livrar de sua assinatura Apple Music de uma vez por todas.

Você pode compartilhar músicas com com seus amigos usando o compartilhamento de primeira linha do Spotify, mas o que acontece se você quiser mudar de uma plataforma para outra e transferir todas as suas músicas?

E se você encontrar a playlist perfeita no YouTube, mas quiser ouvi-la no Spotify? Ou mesmo se você criou uma playlist enorme no Apple Music, e, depois de ler este artigo, decidiu mudar do Apple Music para o Spotify?

Você já não precisa mais escolher entre ficar preso no serviço de streaming que utiliza hoje ou passar horas movendo suas músicas manualmente. Há uma nova maneira de transferir suas músicas do Spotify e Apple Music que funciona de verdade!

Tune My Music te ajuda a migrar facilmente entre serviços de música, como mover suas listas de reprodução do Spotify para a Apple e manter sua biblioteca de músicas intacta.

Qualidade de Áudio

Devemos comparar também como os dois serviços se comportam na questão de áudio.

Jovem rapaz com um fundo laranja ouvindo música no headphones e cantando ao mesmo tempo utilizando o celular como microphone. Jovem Millennial com um headphones fazendo pose de rockstar, enjoying his favorite playlist, se divertindo com sua playlist favorita.

A versão gratuita do Spotify transmite 128 Kbps por meio de seu web player, enquanto o aplicativo do celular ajusta a qualidade do streaming com base em sua conexão de internet – o que faz a qualidade variar de 24 Kbps a 160 Kbps. A assinatura Premium aumenta para 256 Kbps, contudo, o Spotify ainda não lançou um serviço de streaming sem perdas de qualidade, os chamados lossless áudio.

Em contraponto, a Apple fez avanços significativos no fornecimento de atualizações gratuitas de qualidade de áudio para todos os seus assinantes. Por exemplo, todas as 90 milhões de músicas do Apple Music agora estão disponíveis no formato sem perdas (lossless) – a Apple usa ALAC (Apple Lossless Audio Codec) para que os arquivos de áudio permaneçam fiéis ao seu estado original.

A Apple Music dispõe de vários tipos de áudio sem perdas, começando com qualidade de CD, 16 bits a 44,1 kHz e indo até 24 bits a 48 kHz. Há também um formato sem perdas de alta resolução até 24 bits a 192kHz. Além disso, a Apple disponibilizou uma ampla parte de sua biblioteca no formato de áudio “surround-sound spatial audio” no ano passado. Se trata de um sistema que cria um som imersivo como se o áudio estivesse vindo de todos os lados. Habilitado pela codificação Dolby Atmos, o novo formato oferece profundidade adicional à música e compatibilidade com “head-tracking” (rastreamento de cabeça), entre outras vantagens.

Mais uma vez, o serviço de streaming da Apple Music é o grande vencedor.

Sintonizando O Rádio

O Spotify substituiu sua antiga sessão de Rádio pela opção de criar um modo de rádio a partir de artistas, álbuns, playlists e músicas a sua escolha.

Você pode criar uma nova estação de rádio ao tocar no ícone dos três pontinhos no canto direito e selecionar “Ir para a rádio”. É possível ainda salvar suas estações favoritas como playlists na biblioteca para não perdê-las.

O aplicativo também oferece assistência na hora da criação de playlists, proporcionando uma experiência mais personalizada do que simplesmente a funcionalidade de rádio.

Um bom exemplo dessa funcionalidade de assistencia para playlists do Spotify e caso você queira montar uma lista de reprodução para te acompanhar em suas correidas noturnas.

Usando a lista de reprodução assistida, o Spotify usará o título que você deu a playlist (como “Corrida”) e, em seguida, extrair sugestões com base no seu histórico, bem como recomendações com base no que outras pessoas com gostos semelhantes adicionaram as suas próprias listas “Corrida”. Você pode adicionar faixas às suas listas de reprodução por conta própria, ou o Spotify fará isso depois que você escolher algumas. Os usuários também podem pesquisar e ter uma prévia da música antes de adicioná-la na sua lista de reprodução.

Tocador do aplicativo mobile do Spotify

A experiência de streaming de música está mudando, e os dias de navegar por diversas estações e músicas até achar algo interessante pode estar chegando ao fim.

Em uma era em que a tecnologia é onipresente, o compromisso da Apple Music para com a interação humana se destaca. No caso de estações de rádio, Apple Music 1 — que é um serviço de transmissão de músicas mixadas por DJ’s em tempo real — tem essa filosofia de forma clara e bem definida. Essas performances oferecem aos ouvintes um olhar intimista para com os gostos e vivências de seus artistas favoritos.

DJ trocando o vinil em uma pickup com fundo com fumaças e coloridos.

Além do Apple Music 1, o Apple Music tem algumas estações de rádio mais genéricas (como rock clássico, jazz e Top 40 hits) que são perfeitas para quem quer ouvir algo, mas não ligam muito para o que será tocado. Há também uma mistura eclética de estações não musicais, como BBC News e ESPN – que, por sinal, são sensacionais.

Como você pode ver nas categorias que discutimos até agora, os serviços de streaming da Apple Music e o Spotify estão quase empatados pois apresentam suas vantagens indivuais e cada caso.

Mas, que no quesito experiência de rádio, a Apple Music leva devido a sua ótima função de live com artistas renomados.

Tela do painel da Apple Music para telas grandes

O vencedor final entre Apple Music vs Spotify

Durante anos, o Spotify ocupou o primeiro lugar como o principal serviço de streaming de música online do mundo. Mas a Apple não se contentou com o segundo lugar e trabalhou duro para assumir a posição do rival.


Facilidade de acesso9590
Preço9090
Biblioteca de Músicas8290
O Fator Social e as Mídias Sociais9585
Compartilhamento Simplificado9585
Qualidade de Áudio8095
Sintonizando O Rádio7990
Integração com TuneMyMusic100100
Classificação Média89.590.6
Mulher ouvindo música em um headfones em um parque público.

No final, Apple Music se destaca pelos recursos de áudio espacial e sem perdas, o toque humano em algumas funcionalidades, assim como pelo maior volume de mídias disponível no seu catálogo. Já o Spotify, conta com melhor preço e oferece mais modelos de assinatura ao usuário, angariando um grande volume de assinantes aos redor do mundo; além de uma ótima experiência de compartilhamento e conectividades com diferentes dispositivos.

A conclusão que temos após comparação é que ambos são ótimos serviços de streaming mas a Apple Music leva a melhor com pouquíssima vantagem sobre a concorrente Spotify, devido a sua maior extensão de biblioteca de música, os seus lançamentos exclusivos e sua qualidade de áudio superior. No entando, como é quase um empate, o que deve determinar sua escolha aqui são suas prioridades como usuário. Se o fator social, facilidade de acesso, customaização e melhor compartilhamento de playlists são cruciais pra você, então Spotify é a melhor plataforma. Já se a sua prioridade é uma melhor qualidade de áudio, uma maior lista de música, acesso a lançamentos exclusivos de alguns artistas e é um usuário de aparelhos Apple, então Apple Music é definitivamente a melhor escolha.

Você é um cliente de longa data da Apple Music ou Spotify? Ou algumas das principais diferenças que apontamos neste artigo te influenciou a trocar um pelo outro e quer saber como fazer essa migração sem nenhuma dor de cabeça? Entre em contato com a gente através do nosso suporte que te ajudaremos. Para entrar em contato com o nosso suporte, basta clicar no link no rodapé dessa página.

Transferência de música entre Spotify, Apple Music e outras plataformas de streaming.

Você gastou muito tempo e energia para organizar sua biblioteca de música do seu jeito. E agora quer utilizar outro serviço de streaming, mas sem passar por todo o trabalho árduo de recriar sua biblioteca novamente.

E se fosse possível copiar e transferir músicas entre qualquer plataforma streaming em alguns poucos cliques?

Se você utiliza mais de uma plataforma de música sabe como é fácil ficar confuso e não saber exatamente onde está aquela playlist ou música específica. E, ainda mais desgastante, ter o trabalho de mover suas playlists para um novo serviço de streaming. TuneMyMusic é um serviço gratuito que apresenta uma série de recursos que podem ajudar com esses problemas, dando aos fãs de música a oportunidade de compartilhar suas bibliotecas musicais, mantê-las sempre atualizadas, transferir playlists, mantenha-las sincronizadas entre as plataformas de música e muito mais. Além de todas essas vantagens, o TuneMyMusic é super fácil de usar. E se você ainda está se perguntando como poderia usar um site como esse no seu dia a dia, a resposta é simples: você nunca mais precisará se preocupar em perder as suas playlist prediletas. Leve suas músicas favoritas para todo lugar, não importa qual serviço de streaming de música você utilize.

A facilidade de uso do TuneMyMusic é uma de suas maiores vantagens. Se você possui uma grande biblioteca de músicas e deseja movê-la entre plataformas, mantê-las sincronizadas ou usar mais de um serviço streaming sem perder uma única música, esta ferramenta é para você!

Logo TuneMyMusic

E, por último, se você estiver interessado em fazer a mudança e quiser mover seu amado catálogo de playlists, álbuns e músicas, nós podemos ajudá-lo sem nenhuma dor de cabeça. Você também pode mover suas músicas curtidas, álbuns curtidos, e artistas favoritados. Faça do TuneMyMusic sua arma secreta para nunca perder o ritmo. O melhor de tudo, para playlists de até 500 faixas, Tune My Music é totalmente GRÁTIS! E sem compromisso, pois não é a necessário a criação de uma conta.

TuneMyMusic é um achado – software que simplifica um processo que outrora seria bastante complexo. Você está pronto para deixar o TuneMyMusic simplificar sua vida?

Se você ainda não está decidido qual serviço de música é o que melhor para suas necessidades, preparamos alguns outros artigos compararando os serviços de streaming Deezer com Spotify; e também fazer a comparação entre Tidal com Spotify. Desta forma, você pode fazer a sua escolha de maneira mais consciente e garantir que estará tratando os seus ouvidos musicais como eles realmente merecem.